AVALIAÇÃO INTERNA

do Agrupamento de Escolas de Lousada

Arquivo de análise organizacional

1.º Relatório de Avaliação Interna

BlogRAI2013

Aqui se apresenta o 1.º relatório de avaliação interna da Escola Secundária de Lousada, referente ao 1.º período deste ano letivo 2012/2013.

Os relatórios informativos são excelentes plataformas de discussão e participação. Daí que seja interessante prever a existência de relatórios informativos apenas parciais e não somente de um relatório final de avaliação.
Da comunicação dos relatórios informativos, certamente, hão de surgir decisões razoáveis.
Fica o compromisso de continuar a aperfeiçoar os métodos de recolha e tratamento de informação que se pretende relevante e fiável.
Por último agradecemos a todos aqueles que prontamente colaboraram com esta equipa.

2.º Relatório Informativo

“Do ponto de vista da melhoria da qualidade e da inovação, é sem dúvida o grau de desenvolvimento da avaliação interna que vai determinar os contornos da avaliação externa…” (Azevedo, 2007)

Aqui se apresenta o 2.º Relatório Informativo de auto avaliação da Escola Secundária de Lousada, referente ao ano letivo 2011/2012.

Apresentação do Relatório de Avaliação Interna do 2º período

A equipa de Avaliação Interna desta escola debruçou-se, neste segundo período, na divulgação do questionário de avaliação do Plano Anual de Actividades, na recolha de dados sobre as aulas de substituição, na análise das permutas de aulas, na análise periódica dos resultados escolares e no acompanhamento da concretização dos objectivos previstos no PEE. Foi aplicado e analisado um questionário sobre a indisciplina aos Encarregados de Educação e ao Pessoal Não Docente. Foram elaborados questionários sobre as necessidades de formação ao pessoal docente e não docente. Foi feita a análise dos relatórios AVES e o tratamento dos dados da Indisciplina fornecidos pela Direcção.

Relatório Avaliação Interna 2º per. 2010-11

Relatório de Auto-avaliação do 2º período

 

 

Com este Relatório de Avaliação Interna referente ao 2º período  a Equipa da Escola Secundária de Lousada pretende apresentar uma informação relativa ao 2º período, sobretudo no que diz respeito aos resultados por ano e por disciplina, à indisciplina e às aulas de substituição. Ainda se apresenta, uma reflexão sobre os relatórios do Programa AVES, iniciativa da Fundação Manuel Leão, um balanço sobre a concretização do Plano de Acção da equipa e também um balanço da Associação de Estudantes, fazendo uma reflexão de escola a várias “vozes”.  

Preparação de questionário sobre INDISCIPLINA

Os problemas familiares encabeçam as principais causas da indisciplina. Outrora a pobreza e as desigualdades sociais, a violência doméstica e o alcoolismo foram apontados como as principais causas que minavam o ambiente familiar. Hoje aponta-se o dedo, sobretudo, à desagregação dos casais, a problemas com a droga, à ausência de valores, à permissividade na educação, à demissão dos pais da educação dos filhos… entre tantos outros. Cabe à escola, em último reduto, tudo fazer para a diminuir. Pensamos nós.

A equipa de avaliação interna está a preparar um questionário on-line para ser feito aos alunos e aos professores sobre a INDISCIPLINA na escola. Em breve poderão consultar-se neste blogue os resultados do trabalho iniciado pela nossa equipa.

1º Relatório de Avaliação Interna da escola

A avaliação das escolas é um processo contínuo e sistemático com o objectivo de apreciar como estão a ser prosseguidas as metas educativas a fim de as ajustar ao contexto, fundamentar a tomada de decisões e prestar contas a toda a comunidade escolar e educativa. Neste sentido, a avaliação interna da escola deve articular a prestação de contas sobre o uso dos seus recursos humanos e materiais face aos resultados escolares alcançados com um propósito único: o de promover a melhoria da organização. A questão fundamental do nosso trabalho é determinar de que forma a política educativa da nossa escola pode influenciar as aprendizagens dos nossos alunos.

Com a exposição deste relatório inicial no ano lectivo 2009/2010 a equipa da avaliação interna da Escola Secundária de Lousada pretende apresentar uma informação relativa ao 1º período, sobretudo no que diz respeito às classificações/resultados por ano e por disciplina, à indisciplina. Ainda se apresenta, uma reflexão sobre os relatórios do Programa AVES, iniciativa da Fundação Manuel Leão, e um balanço sobre a concretização do Plano de Acção da equipa de Avaliação Interna. No nosso entender só uma conjugação das vantagens da avaliação externa e da avaliação interna poderá conferir maior credibilidade ao nosso plano de acção.

Consultar aqui o 1.º Relatório da Avaliação Interna 2009-2010 »»»»

Plano de Acção para 2009/2010

Aqui se apresenta o Plano de Acção da Equipa da Avaliação Interna da Escola Secundária de Lousada relativo ao ano lectivo 2009/2010 para poder ser consultado.

Ver aqui o Plano de Acção para 2009-2010»»»

E o Desdobrável distribuído à comunidade.

Ver aqui o Desdobrável 2009-2010»»

Relatório dos resultados da Avaliação Externa da nossa Escola

Avaliação Externa da Escola 

Aqui se disponibiliza o relatório dos resultados da avaliação externa da Escola Secundária C/ 3º ciclo do Ensino Básico de Lousada realizada pela equipa de avaliação da IGE efectuada entre 24 e 25 de Novembro de 2008.  Este  processo de avaliação externa fomentará, sem dúvida a auto-avaliação e resultará na oportunidade de melhoria para a escola, constituindo um instrumento de reflexão e de debate. Ao identificar pontos fortes e pontos fracos, bem como oportunidades e constrangimentos, a avaliação externa de uma escola oferecerá elementos para a construção ou o aperfeiçoamento de planos de melhoria e de desenvolvimento, em articulação com a administração educativa e com a comunidade em que se insere.

Aceda aqui ao: Relatório da Avaliação Externa da Escola Secundária EB3ºCiclo de Lousada

Questionários elaborados e já aplicados

questionários

Neste momento a nossa equipa do Plano da Avaliação Interna – PAI - da Escola Secundária de Lousada elaborou e já aplicou os questionários aos Encarregados de Educação e aos Auxiliares de Acção Educativa.

Aqui os apresentamos:

Questionarios aos Pais/Encarregados de Educação

Questionários ao Pessoal Não Docente

A subjectividade dos instrumentos de avaliação

subjectividade-na-avaliacaoA subjectividade inerente à interpretação dos dados recolhidos está inevitavelmente omnipresente, por maior rigor e objectividade que se queira dar ao uso dos instrumentos de avaliação, quer se trate de uma observação directa do aluno em situação, quer se trate da análise das respostas aos itens de um teste (neste caso, devido não só à interpretação das próprias respostas, como também às contingências ligadas à selecção dos conteúdos, formas de apresentação gráfica, linguagem utilizada…). Consoante os avaliadores, as interpretações podem ser mais ou menos variadas, tanto na utilização de instrumentos de índole qualitativa (como os que se utilizam na observação directa) ou de índole quantitativa (como as fichas/testes sumativos). Contudo, a subjectividade é muito maior quando se trata da interpretação dos dados da observação de comportamentos sócio-afectivos e consideravelmente menor quando se aplicam fichas/testes de aproveitamento, de natureza cognitiva, desde que devidamente adequados aos alunos que se tem e de acordo com o processo de ensino/aprendizagem que foi desenvolvido. Assim, há que aceitar a subjectividade em avaliação “como condição para um aprofundamento dos problemas e uma melhor aproximação da realidade” e procurar, na medida do possível, diminuí-la, diversificando os instrumentos de avaliação. “A utilização repetida e exclusiva de um mesmo tipo de instrumento de avaliação não permite ‘ver’ o aluno sob todos os ângulos… Se há alunos que evidenciam melhor as suas competências com um determinado tipo de instrumento, cumpre ao professor prepará-los para poderem responder o mais adequadamente possível, qualquer que seja o instrumento utilizado. Há que saber dosear a utilização de técnicas e instrumentos de avaliação, racionalizando-os no sentido de potencializar o seu rigor e atenuar as dificuldades do seu uso.”

Elisa Vila Nova, Avaliação dos alunos – Problemas e Soluções, Texto Editora, 2001. (Adaptado)

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.