AVALIAÇÃO INTERNA

do Agrupamento de Escolas de Lousada

Modelo de Avaliação das Bibliotecas Escolares

Ao professor bibliotecário exige-se acção, compromisso e responsabilidade, com implicações nas práticas e na forma como interage com a escola. Cabe-lhe, como Ross Todd refere, transformar a biblioteca escolar em “espaço de conhecimento, por oposição a um espaço de informação”. Cabe-lhe entender a biblioteca escolar além da colecção, além do espaço. Cabe-lhe transformá-la “num espaço de conexões, de links e multi-referências”, seja ao nível das colecções, seja ao nível da integração/ interacção com a escola. Cabe-lhe definir “acções, por oposição a posições e um trabalho persistente de demonstração do valor e do impacto da BE”. O sentido e a força desse impacto têm que ser obtidos com recurso a evidências, num movimento cada vez mais pertinente de mudança entre “dizer ou relatar (retórica)” e a necessidade de “demonstrar” o que se faz (Todd 2008).

A criação de um Modelo para Avaliação das Bibliotecas Escolares visa dotar as escolas/bibliotecas de um quadro de referência e de um instrumento que lhes permita a melhoria contínua da qualidade e a transformação das bibliotecas escolares em organizações capazes de aprender e de crescer através da recolha sistemática de evidências, conducentes a processos regulares de auto-avaliação.

in, http://www.rbe.min-edu.pt/np4/512.html

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: